direito de resposta

direito de resposta

0 375

Ao abrigo da Lei de Imprensa n.º2/99, de 13 de janeiro, artigos 24.º, 25.º e 26.º, a Liga Amadora TV recebeu de Artur Barbosa, o Direito de Resposta ao artigo “Ausência De Arbitragem Para O Jogo FC Parada Vs Lousada B, Origina Que O Jogo Começasse 30 Minutos Mais Tarde”, publicado no dia 6 de maio, que aqui reproduzimos:

Boa tarde,
Venho desta forma exigir o meu direito de resposta.
Abusivamente colocaram uma fotografia minha, assim como, os respetivos comentários, que intencionalmente adulteram a realidade dos factos. Na referida publicação https://www.facebook.com/LigaAmadoraTV/posts/1914758541961275 , “…desabafa o Presidente do Citânia que como é possível ser encontrados árbitros para a realização do Jogo vindos da bancada afetos ao Lousada”…

No jogo FC Parada – AD Lousada “B”, realizado no dia 06/05/2019, na qualidade de delegado ao jogo da equipa do FC Parada, estava presente e quero esclarecer que as palavras do Sr. Joaquim Santos – Presidente do Citânia Sanfins FC, são diferentes do que aconteceu, pelo que aguardo uma retratação da verdade.
Como ex. árbitro da AFP (208078) e na qualidade de delegado ao jogo em cima supramencionado, nada mais fiz, que a aplicação dos regulamentos.
Depois do passar da hora do jogo (17H) não ter aparecido a equipa de arbitragem, percorri a bancada para saber se haveria algum árbitro disponível, como não foi possível, eu, à luz dos regulamentos, e sendo delegado do FC Parada, e também ex. árbitro solicitei ao delegado da AD Lousada que fosse o meu árbitro assistente, tendo sido o árbitro assistente nº2, um jovem afeto à AD Lousada, a única pessoa que se mostrou disponível para ajudar a arbitrar o jogo.
O jogo decorreu sem incidentes, e tudo se pautou como um dos muitos jogos que arbitrei ao longo de 10 épocas, com respeito, fair-play, e um querer ganhar de ambas as equipas.
Ao contrário do que refere a notícia, não sou afeto ao Lousada, e nunca, além das funções que hoje em dia tenho no FC Parada, fui afeto de algum clube enquanto árbitro, sempre cumpri com os meus deveres e obrigações e sempre fui pautado pela isenção e honestidade.
Espero que no exercício deste meu direito, onde foram elencados os factos que na realidade aconteceram, seja colocado um ponto final nesta tentativa grosseira de desvirtuar todos os acontecimentos onde fica claro uma tentativa de me atingir enquanto pessoa de honra e simultaneamente beliscar o FC Parada do qual tenho orgulho em ser diretor.
Assim, a partir deste momento, seja quem for, as pessoas ou instituições que queiram por em causa, que ardilosamente venham a por em causa o meu bom nome, e o nome do FC Parada, tomarei todas as medidas incluindo as judiciais na defesa da honorabilidade das pessoas e instituições envolvidas.
Os adeptos que acorreram em grande número a este jogo, são a minha maior testemunha, bem assim como, a história do FC Parada e dos seus dirigentes que sempre se pautaram pela seriedade, honestidade e pela verdade desportiva.
Todos os Clubes e instituições ligadas ao futebol sabem que, o FC Parada é um Clube de grande prestígio e respeito onde só tem lugar as pessoas honestas.

Atentamente
Artur Barbosa.

 

pode gostar também
Comentários
Loading...