Equipas do FC Paços de Ferreira (Futebol e Futsal) brilham na Taça de Portugal

0 54

FC Paços de Ferreira (Futebol) e  (Futsal) segue em frente na Taça de Portugal 

Começaremos pela equipa do FC Paços de Ferreira Futsal, esta recebeu e venceu por 5-2, a equipa da 2ª Divisão Nacional os Pioneiros de Bragança FC garantindo assim a passagem à segunda eliminatória da prova, a equipa pacense esteve sempre em vantagem, teve uma primeira parte, com algum equilíbrio, ente as duas equipas, mas sempre com um sinal mais dos homens da casa, que na parte final do primeiro tempo após uma boa recuperação de bola a meio campo fizeram o 2 -1,resultado esse com que foram para o intervalo,

Já na segunda parte uma entrada forte do Paços originou o 3º golo dos castores, a equipa de Bragança um pouco desfalcada de seus jogadores aqui e ali foi chegando á baliza contrária. Os pacenses iam dominando, mas eis que os homens de Bragança conseguem reduzir e chegar ao 3-2, resultado este que poderia ser incomodativo para as cores dos castores, mas o domínio dos homens de Jorge Garrido deram frutos e facilmente chegam ao 4-2, a partir daqui os homens de Bragança tentaram tudo mas, não conseguir impor o seu jogo e foi o bom momento dos homens da casa que mais uma vez facilmente chegaram ao 5-2 este o resultado final, e a consequente passagem á fase seguinte da prova.

Uma nota positiva para o desportivismo no final do jogo com as intervenções dos dois misteres á reportagem da Liga amadora TV.

Vídeo do Direto, com as declarações dois Treinadores  (veja as intervenções na parte final do video)

https://www.facebook.com/LigaAmadoraTV/videos/430205137631791/

JÁ A EQUIPA DO FC PAÇOS DE FERREIRA DA 1ª LIGA PRESISARAM DO PROLONGAMENTO PARA VENCER O LOULETANO POR (2-1)

RESUMO DO JOGO,

Foi difícil, mas inteiramente merecida a passagem do FC Paços de Ferreira à 4ª Eliminatória da Taça de Portugal. Os Castores foram sempre melhores do que o seu adversário, falharam inúmeras ocasiões claras de golo, acabando por ter que resolver a partida no prolongamento.
Tal como previsto pelo Mister Pepa na antevisão da partida, os Castores encontraram no Estádio Municipal do Algarve uma equipa organizada e que, apostando em bloco baixo e futebol direto, os procuraram surpreender. Apesar de dominar o encontro, apenas aos 17’ Pedrinho fez o primeiro remate para defesa fácil de Lucas Paes, respondendo no minuto seguinte o Louletano com uma bola nas costas da defensiva, que atrapalhou um pouco a ação de Marco Ribeiro e Bruno Santos, tendo que cortar a bola para canto. No entanto, o Paços estava melhor em campo e o golo surgiria pouco depois (20’). Bernardo Martins fez um passe a rasgar a defensiva da casa que isolou Hélder Ferreira e este, com muita tranquilidade, atirou para o fundo das redes. Aparentemente estava feito o mais difícil, mas era de esperar a reação do Louletano. E ela acabou por ter efeitos aos 33’, com a obtenção do golo da igualdade. Começando, aparentemente, de uma posição irregular do avançado da casa, a bola surgiu nas costas da defensiva pacense e o desvio de Érico Castro fê-la entrar de forma esquisita na baliza. Um lance com dupla penalização para o Paços já que Maracás acabou lesionado e teve que ser substituído por Marco Baixinho. A forte reação dos Castores surgiu nos derradeiros minutos do primeiro tempo, com uma catadupa de oportunidades de golo. Aos 43’, Dadashov entrou pela zona lateral da área e serviu Uilton para um remate que proporcionou uma boa defesa a Lucas. O guarda-redes algarvio voltaria a brilhar no minuto seguinte, quando Hélder Ferreira serviu Dadashov para novo remate à baliza. Na sequência do pontapé de canto, dupla oportunidade de golo. Bruno Santos surgiu na área a cabecear à queima roupa, para enorme defesa do guarda-redes algarvio e, na sequência do lance, André Micael de baliza aberta atirou por cima! A igualdade ao intervalo era injusta para o que a equipa havia produzido.
Os castores entraram com o mesmo ímpeto na segunda parte e Hélder Ferreira (50’) foi por pouco que não emendou de cabeça um cruzamento de Uilton, um lance replicado quinze minutos depois, com Bernardo Martins e raspar na bola após cruzamento de Hélder Ferreira. O Paços atacava e o Louletano espreitava o erro para iniciar o contra-ataque, que quase decidiu a eliminatória aos 83’. A defensiva pacense foi apanhada em contra pé e Abou Touré isolado rematou por cima da baliza. Foi o único lance perigoso do Louletano no segundo tempo, mas poderia ter sido fatal. O jogo foi mesmo para prolongamento e a equipa manteve a mesma vontade, mesmo com um péssimo relvado que dificultava a sua tarefa. Aos 93’, Douglas Tanque rematou para defesa apertada de Lucas Paes, que três minutos depois viu o seu remate embater com estrondo na trave e junto à linha de golo, mas sem entrar. Pepa arriscou então tudo e acertou com a entrada de Yago, pois a velocidade e imprevisibilidade do avançado brasileiro acabou de vez com a defensiva algarvia. Entretanto, Diaby falhava mais uma clara oportunidade de golo, rematando ao lado, e Douglas Tanque perdeu a vantagem de forma incrível, pois em cima da linha de golo atirou por cima da trave, após assistência de Hélder Ferreira.
O golo adivinhava-se e foi Yago quem o construiu (110’). O extremo partiu os rins ao seu adversário na esquerda e assistiu na perfeição para o remate de Dadashov no coração da área. Grande festa da equipa e dos bravos adeptos que a acompanharam no Estádio. Finalmente o golo mais do que merecido e que justificou a merecida vitória (2-1) guardada até final, apesar da reação do Louletano nos últimos minutos. O apito final foi de alívio pelo dever cumprido, assinalando também o segundo jogo consecutivo da equipa a vencer fora da Mata Real.
O Paços segue agora para a 4ª Eliminatória da Taça de Portugal, cujo sorteio será efetuado no dia 28 deste mês, para jogos a 24 de novembro.
As atenções voltam-se agora para a Liga e para o importante desafio da próxima sexta-feira, frente ao Rio Ave FC, no Estádio Capital do Móvel (20h30).

Estádio: Municipal do Algarve

árbitro: José Rodrigues (Lisboa), auxiliado por Rui Cidade e José Luzia

Disciplina: Cartão Amarelo; Darlan Bispo (4’); Bruno Santos (17’); Bernardo (90’+3); Matheus (90’+3); Dadashov (115’).

LOULETANO DC: Lucas Paes; Carlos Chaba, Pedro Barcelos (Stehb, 63’), Darlan Bispo, Érico Castro (Rafa Fonseca, 69’), Hélio Pinto (Diogo Marques, 63’), Leandro Ari (Rafinha, 102’), Matheus, Élvis, João Sousa e Abou Touré.
Não utilizados

FC PAÇOS DE FERREIRA: Marco Ribeiro; Bruno Santos, Maracás (Marco Baixinho, 33’), André Micael e Oleg; Vasco Rocha (Douglas Tanque, 62’), Pedrinho e Bernardo Martins (Yago, 98’); Hélder Ferreira, Dadashov e Uilton (Diaby, 62’).
Não utilizados: Simão Bertelli; Rafael Gava e Diogo Almeida.
Treinador: Pepa

Resultado Final: 1-2 (após prolongamento)

Ao intervalo: 1-1

Marcadores: 0-1 Hélder Ferreira (20’); 1-1- Érico Castro (33’); 1-2 Dadashov (110’).

FONTE: TEXTO RETIRADO NA INTEGRA DO SAITE OFICIAL DA EQUIPA DA CAPITAL DO MÓVEL

imagens, Pagina oficial do Facebook do FCPF

pode gostar também
Comentários
Loading...